O humorista Dedé Santana, que se celebrizou no programa Os Trapalhões, disse ter sido usado para a defesa de um discurso contra o fim da meia-entrada para estudantes em eventos culturais durante encontro de sertanejos com Jair Bolsonaro, que aconteceu na última quarta-feira (29) no Palácio do Planalto.

“É um absurdo dizer que eu estava lá pra defender isso. Eu nem estava sabendo”, disse à coluna de Mônica Bergamo, na edição desta sexta-feira (31) da Folha de S.Paulo.

Dedé afirma ter sido convidado para o encontro há cerca de um mês e achava que a reunião seria com artistas de diversas áreas, não só sertanejos. “Fui lá para falar sobre o circo. E o Bolsonaro disse que quer me escutar.”

Revista Fórum.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.