A Polícia Federal (PF) abriu inquérito contra Fábio Wajngarten, chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom), na última sexta-feira (31). A informação foi publicada pela Folha de S. Paulo, nesta terça-feira (4).

A investigação, que corre sob sigilo, partiu de um pedido do Ministério Público Federal (MPF) para apurar se houve crimes de corrupção, peculato e advocacia administrativa por parte de Wajngarten.

As denúncias são de que ele é sócio, paralelamente à chefia da Secom, da FW Comunicação, empresa que recebe dinheiro do próprio governo Bolsonaro e de emissoras de TV, como Record e Band.

Wajngarten nega qualquer irregularidade. Em nota, divulgada na última terça-feira (28), após a manifestação do MPF, ele disse que a investigação será uma “oportunidade” para provar que é inocente.

Do site Brasil de Fato.

Imagem: Marcelo Camargo.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.