O senador Cid Gomes (PDT-CE) levou um tiro em frente ao quartel de um grupo de policiais militares grevistas, em Sobral (CE). O irmão do ex-candidato à presidência Ciro Gomes subiu em um trator e foi em direção aos PMs, que estavam encapuzados.

“Eu vim aqui defender a paz e a tranquilidade do povo de Sobral. Ninguém será chantageado, ninguém deixará de trabalhar, de abrir suas portas e caminhar com tranquilidade em Sobral”, disse o senador pouco antes de ser baleado, segundo o O Povo.

O tiro seria de bala de borracha, mas ele aparece com sangramentos nas imagens divulgadas. Com um megafone na mão, Cid ainda tentou fazer os PMs saírem do local, mas não foi bem recebido.

O conflito entre policiais militares e o governo do Ceará se arrasta desde dezembro do ano passado, quando a categoria realizou um ato exigindo melhorias salariais. A partir daí, o governador Camilo Santana (PT) anunciou um reajuste que ainda não foi votado pela Assembleia Legislativa por exigências de um aumento maior.

Em 13 de fevereiro, o governador, então, fez um novo acordo com os PMs e elevou a proposta. No entanto, um grupo seguiu insatisfeito e tem promovido ações como o fechamento de comércio e queima de viaturas.

Revista Fórum.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *