Em coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro recuou e não falou em “provas” de que a eleição de 2018 foi fraudada. O mandatário disse apenas que não confia na Justiça Eleitoral.

“Eu quero que você me ache um brasileiro que confie no sistema eleitoral brasileiro”, declarou o ex-capitão.

Na segunda-feira, o presidente afirmou em discurso para apoiadores que as eleições de 2018 haviam sido fraudadas e ele teria ganho em primeiro turno.

“Minha campanha, eu acredito que, pelas provas que tenho em minhas mãos, que vou mostrar brevemente, eu tinha sido, eu fui eleito no primeiro turno, mas no meu entender teve fraude”, disse Bolsonaro, em um discurso em Miami.

A declaração fez o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicar uma resposta ao presidente. “O Tribunal Superior Eleitoral reafirma a absoluta confiabilidade e segurança do sistema eletrônico de votação e, sobretudo, a sua auditabilidade, a permitir a apuração de eventuais denúncias e suspeitas, sem que jamais tenha sido comprovado um caso de fraude, ao longo de mais de 20 anos de sua utilização”, disse em nota.

“Eleições sem fraudes foram uma conquista na democracia do Brasil e o TSE garantirá que continue assim”, acrescenta a nota.

Revista Fórum.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *