A desembargadora Suimei Meira Cavalieri, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeira, atendeu ao pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro na tarde desta quarta-feira (11) e determinou a suspensão de processo que corre contra ele em razão do esquema das rachadinhas na Alerj.

Segundo os advogados do filho do senador, o juiz Flávio Itabaiana Nicolau, da 27ª Vara Criminal do Rio, não poderia determinar a quebra de sigilo de Flavio. Itabaiana é juiz de primeira instância e o presidente Jair Bolsonaro possui foro privilegiado por ser deputado estadual na época dos crimes investigados.

Segundo reportagem de Paulo Roberto Netto, do Estado de S. Paulo, a defesa pretende afastar Itabaiana do caso. O magistrado já autorizou 24 mandados de busca e apreensão, quatro quebras de sigilo bancário e 28 quebras de sigilo telefônico.

O processo corre em segredo de Justiça e a decisão de Cavalieri ainda vai passar pelo colegiado da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio.

Revista Fórum.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *