O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, determinou neste domingo (22) o fechamento obrigatório do comércio e bancos por tempo indeterminado a partir desta terça-feira (24). A medida busca conter o avanço do coronavírus na cidade, que já tem 170 casos confirmados.

Farmácias, supermercados e hortifrutis continuarão funcionando na capital fluminense e com recomendação para abertura 24 horas. Padarias, pet-shops, postos de gasolina – com exceção das lojas de conveniência – e lojas de equipamentos médicos e ortopédicos também podem permanecer abertas, desde que sem aglomerações.

A prefeitura do Rio também estabeleceu que praças de alimentação de shoppings podem continuar abertas, com recomendação para entrega delivery, e bares restaurantes também só poderão funcionar com entrega de produtos.

As feiras de rua também podem funcionar, desde que sem aglomerações, e barracas serão submetidas a um revezamento para aumentar o distanciamento entre as pessoas. Escritórios, indústrias e consultórios podem permanecer abertos.

São Paulo

O comércio de São Paulo está fechado desde sexta-feira (20) passada, após decreto assinado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB). Medida tem duração até o dia 5 de abril.

De forma similar ao Rio, continuam funcionando os hipermercados e supermercados, padarias, farmácias, postos de gasolina, lojas de conveniência, restaurantes e lanchonetes, pet shops e feiras livres. Apenas esses estabelecimentos têm autorização de funcionamento durante o período de vigor do decreto.

Revista Fórum.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *