O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou ao jornal Folha de S. Paulo, nesta quinta-feira (2), que não comentaria as críticas feitas mais cedo pelo presidente Jair Bolsonaro. Ao anunciar que não falaria sobre o assunto, no entanto, acabou dando um recado nas entrelinhas: “Ele tem mandato popular, e quem tem mandato popular fala, e quem não tem, como eu, trabalha”, disparou.

De acordo com o ministro, “não se comenta o que o presidente da República fala”.

Horas antes, em entrevista ao jornalista Augusto Nunes, da rádio Jovem Pan, Bolsonaro teceu críticas a Mandetta, que tem encampado um discurso diferente do seu. Enquanto o presidente se coloca contra o isolamento social e minimiza os impactos da pandemia do coronavírus, o ministro procura seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que pregam isolamento e medidas restritivas para conter a disseminação do vírus.

“O Mandetta já sabe que a gente está se bicando há um tempo, tem vezes que ele se extrapolou. Nenhum ministro meu é indemissível. Em alguns momentos ele teria que ouvir um pouco mais o presidente da República. Ele cuida da saúde e eu cuido das outras áreas”, disparou Bolsonaro.

Revista Fórum.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *