O ex-presidente Michel Temer falou à CNN Brasil sobre o cenário eleitoral brasileiro, abordando o desempenho do ex-presidente Lula (PT) nas pesquisas e a possibilidade de reeleição de Jair Bolsonaro (PL). 

Para ele, Bolsonaro seria reeleito se tivesse se comprometido a combater a pandemia de Covid-19 da maneira correta desde o início. “Se logo no início ele tivesse ido atrás de combater a pandemia com os estados e partidos, hoje ninguém tiraria a eleição dele”, afirmou.

Segundo Temer, a postura negacionista de Bolsonaro, como a de atacar as vacinas, por exemplo, mostra falta de “raciocínio pragmático” de buscar votos além da sua base de apoio. “O que ele tem feito é afastar aqueles que são a favor da vacinação, que tem se mostrado importante. Foi um equívoco do presidente combater a vacina”.

Sem citar diretamente Lula, Temer disse que vencer uma eleição presidencial no primeiro turno “não é fácil” e jogou desconfiança sobre o desempenho do petista nas pesquisas ao longo do ano. “Ao longo da campanha vão surgindo tantas objeções, não sei se o candidato hoje com 40% se mantém nesse patamar”. De acordo com pesquisa Quaest/Genial, Lula tem 45% das intenções de voto, com chances reais de vitória no primeiro turno.

O levantamento foi realizado entre 6 e 9 de janeiro e ouviu 2.000 pessoas presencialmente. A pesquisa foi registrada nos sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e pode ser encontrada pelo número de identificação: BR-00075/2022. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%.

Brasil247.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *