Na madrugada de hoje (10), ocorreu uma reunião entre representantes do governo do Espírito Santo e dos policiais militares e seus familiares. Com quase 11 horas de negociação, a reunião terminou sem acordo e a violência continua.
Com ruas praticamente desertas, assaltos, saques, ônibus parados e mais de cem assassinatos fazem do Espírito Santo um cenário de terror, e não há previsão de que essa alarmante situação termine tão cedo.
De um lado, estão policiais militares e bombeiros em greve por um aumento salarial de 100% e melhores condições de trabalho. Do outro um governo afirmando não ter condições de oferecer reajustes, ao mesmo tempo exigindo que os militares voltem ao trabalho para iniciar as negociações. E no meio disso tudo uma população insegura e cheia de medo.

Foto: EPA

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.