Nesta terça-feira (04/04), a Câmara dos Deputados aprovou o funcionamento de aplicativos de transporte individual privado pago, alegando que cabe às prefeituras regulamentar serviços como o Uber e Cabify.
Porém, horas depois desta aprovação, os deputados aprovaram uma emenda que retira o trecho que estabelece que transporte individual de passageiros é uma atividade de natureza privada, tornando-se assim, pública.
Segundo o deputado Daniel Coelho (PSDB-PE), os carros do Uber teriam de se transformar em táxis, que são concessões públicas. Com isso, a frota de táxis aumentaria.
“Você vai inviabilizar o táxi também porque você está criando aqui um monstrengo. Primeiro, vai inviabilizar o Uber e depois vai inviabilizar o táxi porque, no momento em que o município fizer a regulamentação, fizer uma ampliação de frota e transformar o sistema de Uber, Cabify em táxi, o que é que você vai ter? O dobro da frota”, disse Daniel Coelho.

Foto: Luis Macedo.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.