Nesta quinta-feira (18/05) o presidente Michel Temer afirmou em seu depoimento que não teme delação e que não renunciará.
O relator da Operação Lava Jato no STF, Edson Fachin, autorizou a abertura de inquérito para investigar o presidente, por conta da delação premiada de Joesley e Wesley Batista, donos da JBS.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.