Para lançar sua candidatura à Presidência em 2018, o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) escolheu o PEN (Partido Ecológico Nacional).
Segundo o presidente nacional da sigla, Adilson Barroso, o partido conversa com o grupo de Bolsonaro há cerca de seis meses para acertar a troca. Agora, o acerto apenas depende da assinatura final, que só poderá ser feita durante a janela partidária que deve ocorrer em março de 2018, mas pode ser antecipada pela reforma política.
A saída de Bolsonaro do PSC já era dada como certa desde o começo de 2017. O deputado se diz decepcionado com a aliança do PSC com o governador do Maranhão, Flávio Dino, do PC do B, em 2016.
A sigla também está pensando em uma “repaginada” e fez uma enquete na página de Facebook do partido para mudar o nome, por enquanto vence “Patriota”. Em segundo lugar, a opção “Prona”, nome do antigo partido de Enéas Carneiro (1938-2007), que se fundiu ao PL em 2006 para se tornar o PR.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.