A Vara Criminal de Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, determinou que o processo contra o deputado estadual e delegado Rubens Recalcatti (PSD) seja julgado pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).
Ele é acusado de envolvimento no assassinato de Ricardo Geffer, em 2015. Geffer era suspeito de ter participado da morte do ex-prefeito de Rio Branco do Sul, João Dirceu Nazzari, conhecido como João da Brascal.
Recalcatti assumiu uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) em maio deste ano. Por conta disso, ele passou a ter foro privilegiado.

guazelli

Todos Posts

1 comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Absurdo uma pessoal como RUBENS RECALCALT sendo julgado por matar bandido isso soh acontece nesse pais imundo onde bandido e corrupto mandao nessa bosta de pais deixo aqui minha nota de repudio a justiça brasileira