Nesta terça-feira (26/09) a 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu aumentar em quase 10 anos a pena imposta pelo juiz Sergio Moro ao ex-ministro José Dirceu em um processo da Operação Lava Jato e absolveu o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, por falta de provas.
Dirceu foi condenado em maio de 2016 por Moro a 20 anos e dez meses de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Agora a pena passou para 30 anos, 9 meses e 10 dias.
Já o ex-tesoureiro João Vaccari Neto, que havia sido condenado por Moro no mesmo processo a 9 anos de prisão por corrupção, foi absolvido em segunda instância por falta de provas. O TRF-4 tem entendido que apenas a palavra de delatores, sem provas de corroboração, não são suficientes para condenação. Apesar da nova absolvição, Vaccari vai continuar preso, já que tem a prisão preventiva decretada por responder a outros nove processos da Lava Jato.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.