O ex-assessor parlamentar do deputado paranaense Marcio Nunes (PSD), Vanderley Borgert, preso em flagrante por suspeita de corrupção na quinta-feira (19/10), em Maringá, foi solto após pagar uma fiança de R$ 5 mil nesta segunda-feira (23/10), e encontra-se em liberdade provisória.
Borgert é suspeito de receber propina para facilitar a liberação de doações da Receita Federal (RF) para prefeituras do noroeste do Paraná, conforme a Polícia Civil.
No momento da prisão, na quinta-feira, ele estava em um restaurante com R$ 1,5 mil em um envelope. O juiz Cláudio Camargo dos Santos negou o pedido dele de nulidade do flagrante, porque houve comunicação ao juízo sobre a ação.
No entanto, a defesa conseguiu desqualificar o crime de corrpção passiva, pois o ex-assessor não era funcionário da RF. Com isso, o caso passou a ser investigado como estelionato.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.