A comissão que investiga a denúncia da vereadora Katia Dittrich que exigia parte dos salários de ex-funcionários de seu gabinete, vai ouvir 12 pessoas a partir desta quarta-feira (08/11).
Na semana passada, dois denunciantes que não puderam comparecer por motivos pessoais na primeira reunião de oitivas solicitaram reagendamento e deverão falar, Samira Tomé e Ronaldo Sérgio da Silveira Filho. Na sequência, duas testemunhas de defesa da vereadora serão ouvidas. Na quinta-feira (09/11) pela manhã, outras quatro testemunhas de defesa, assim como outras três no período da tarde. A vereadora está agendada para fazer o último depoimento do dia.
A denúncia, protocolada no dia 15 de agosto, diz que após a nomeação de funcionários do seu gabinete no início deste ano “a vereadora e seu marido passaram a exigir dos assessores uma contribuição monetária, de forma compulsória e com ameaças de exoneração em caso de recusa”. A parlamentar se defende, diz que é inocente e afirma estar sendo vítima de “mentiras e complôs”.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.