Os 13 policiais da Rotam acusados de executar cinco criminosos e absolvidos no mês passado pelo Tribunal do Júri, em Curitiba, receberão uma sessão de homenagem da Assembleia Legislativa do Paraná.
Os policiais responderam por execução já que havia diversos indícios de comportamento ilícito. Os cinco criminosos foram perseguidos e a caça terminou em tiroteio no Alto da Glória. De lá, houve nova perseguição. Segundo os policiais, todos os cinco teriam morrido em confronto.
No entanto, a tevê chegou a mostrar imagens dos PMs com os criminosos ainda vivos. E o GPS das viaturas mostrou que os policiais levaram os criminosos detidos para um matagal no Santa Cândida antes de chegarem com os cinco sem vida no Hospital Cajuru.
Durante o julgamento, vários políticos gravaram depoimentos a favor da absolvição dos policiais e criticando a postura de quem exigia que os presos fossem mantidos com vida e julgados, conforme exige a lei.
Quem propôs a homenagem foi o deputado Mauro Moraes (PSDB), bastante ligado à Polícia Militar.
A sessão especial de homenagem ocorrerá na próxima segunda-feira (20/11), a partir das 19 horas.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.