Nesta segunda-feira (04/12) foi aprovado com 26 votos favoráveis e 9 contrários, um projeto de lei enviado à Câmara Municipal pelo prefeito Rafael Greca (PMN) que permite o reajuste de até 10% no valor a ser cobrado de IPTU dos proprietários de imóveis.
O reajuste aprovado pelos parlamentares foi de 4% para imóveis com edificação e de 7% para terrenos vazios, além da correção inflacionária. Deste modo, considerando as projeções do mercado financeiro para a inflação do período de novembro de 2016 a novembro de 2017, os proprietários de imóveis com edificação terão um acréscimo total de cerca de 7% no IPTU se comparado com que foi pago em 2017. Já para os terrenos onde não há construção o acréscimo será de cerca de 10%.
A proposta aprovada em primeira votação, não aplica o aumento de modo indiscriminado a todos os imóveis de Curitiba. Serão impactados os imóveis que tiveram o valor venal majorado pela revisão feita em 2014 na Planta Genérica de Valores e que ainda não estão pagando valores abaixo do total previsto por conta do escalonamento do aumento estipulado pela gestão anterior.
A prefeitura não soube informar quantos imóveis serão impactados pela medida, mas expectativa é de aumentar a arrecadação com o tributo em R$ 67 milhões no ano que vem.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.