Pensando no futuro, a nova gestão da prefeitura de Curitiba resolveu tomar medidas de contenção de gastos para equilibrar a economia da capital e retomar o suposto “rombo” causado pela gestão anterior.
O projeto de ajuste fiscal, que será encaminhado para a Câmara Municipal de Curitiba, consiste em alterar questões relativas à carreira, aposentadoria ou benefícios dos servidores municipais.

Confira as mudanças propostas pela administração municipal:
-Reajuste dos servidores: de março para novembro
-Plano de Previdência: criação de um Fundo de Pensão e o aumento de contribuição
-Licença Prêmio: acabar com benefício para novos servidores e alterar a regra para os atuais
-13º salário: pagamento proporcional aos últimos 12 meses de trabalho
-Impostos: transmissão de bens imobiliários de 2,4% para 2,7% para imóveis financiados até R$ 300 mil
-Cartão transporte: prazo cai de cinco anos para um ano, ou seja, a partir de um ano, os créditos perderiam a validade

Foto: Giuliano Gomes

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *