O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) adiou o julgamento do juiz federal Sérgio Moro, que inicialmente estava marcado para a manhã desta terça-feira (30/05), e que poderá voltar em pauta apenas no dia 13 de junho.
Moro responde por duas reclamações disciplinares devido à divulgação de gravações das conversas de Lula com pessoas que possuem a prerrogativa de foro privilegiado, no caso, Dilma Rousseff, que era presidente na época da divulgação.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.