A governadora Cida Borghetti (PP) divulgou vídeo nas redes sociais em que defende a decisão de retirar de pauta da Assembleia Legislativa o projeto de reajuste de 1% para os servidores do Executivo, deixando a votação para depois das eleições de outubro. No vídeo, ela questiona a coerência dos deputados que assinaram emenda propondo aumento de 2,76%, lembrando que os mesmos parlamentares aprovaram o Orçamento do Estado para 2018 com reajuste zero para o funcionalismo.
O governo propôs reajuste de 1% para os servidores do Executivo alegando estar no limite dos gastos com pessoal previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal, e que pagar um aumento maior poderia colocar em risco o acordo de negociação da dívida do Estado com a União. A emenda que estendia a reposição integral da inflação dos últimos 12 meses para o funcionalismo estadual foi apresentada com o apoio de 31 dos 54 parlamentares, incluindo o bloco liderado pelo deputado estadual e pré-candidato ao governo, Ratinho Júnior (PSD).
Até abril, o bloco formado por PSD e PSC integrava a base do governo Beto Richa. Em 2017, os mesmos parlamentares apoiaram a decisão do governo de congelar os salários dos servidores, votando a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e o Orçamento para 2018 com reajuste zero para o funcionalismo. Com a renúncia de Beto Richa para disputar o Senado e a posse de Cida Borghetti, o grupo de Ratinho Jr passou a defender a reposição da inflação para os servidores.

Assista o vídeo:

Fonte: Bem Paraná

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.