A defesa de Glaucos da Costamarques, acusado de ser laranja de Lula, pediu que Sérgio Moro solicite ao hospital Sírio-Libanês imagens de seu circuito de segurança.
O objetivo é provar que Roberto Teixeira, advogado e compadre de Lula, visitou seu cliente durante o período em que ele esteve internado no hospital, no final de 2015.
Porém o hospital já enviou a Moro registros que não mostra a visita de Teixeira e diz que não guarda as imagens do circuito de segurança por mais de 15 dias.

guazelli

Todos Posts

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado.